22 junho 2015

Autografando no Colégio Concórdia, em Canoas, RS.

 
 
 
 
A trilha é do poema A PEQUENA ORAÇÃO,
musicado por HIQUE GOMES, no show TANTANGOS.

DA ARTE DO MERGULHO ENTRE GIRASSÓIS


A sensibilidade
da criança é delicada, 
uma frequência
com grande energia, 
expande-se em ondas 
pequenas e vibrantes, 
elásticas e elegantes. 
Para voar com elas
é preciso concentração. 
E confiar no instinto
do simbólico, do mágico.
Finos e sutis, os signos. 
Feito luz de vagalume, 
feito a ternura do sorriso, 
feito o som do violino.
Apenas isso.

15 junho 2015

PEQUENA PRECE


PEQUENA PRECE

Santo Antônio,
meu São Toninho,
faz um favorzinho.

Traz meu amor pra junto
de mim, bem pertinho
do coraçãozinho.

Meu santinho,
meu queridinho,
faz esse carinho!

Juro, mando construir
um altar bem bonitinho
no terreno do vizinho.

*mario pirata

02 junho 2015

MANUAL DE VOO DOS COLIBRIS



Pelos sentidos a criança significa as coisas, de forma muito mais espontânea e livre do que o adulto, na maioria das vezes. A capacidade inventiva é natural, sua investigação criativa do mundo precisa apenas que lhe seja proporcionada a possibilidade da descoberta.

O sorriso e a alegria, ferramentas poderosas de cognição e aprendizagem, são chaves que abrem as portas do encantatório e da poesia.

O olhar lúdico da criança abraça o conhecimento como uma árvore, antes de ser árvore, além de ser árvore, podendo ser tantas coisas quantas sejam necessárias e possíveis de serem nomeadas.
A conexão com o mundo é linguagem em movimento, a seiva que lhe proporciona crescimento poder-se-ia chamar criatividade. Ou, ainda, amorosidade.

Não atrapalhar, sustentar movimentos e sonhos, prover estímulos diversificados – essas as funções essenciais do adulto para com a criança.

E não atrapalhar, a principal delas.