30 março 2013

PONTEADO

 

PONTEADO
 

Beijo a noite, beijo o dia,
também beija o beija-flor.
Quantos beijos tem a vida,
quantas vidas tem amor?
 

Alegria faz ninho
em meu peito cantador,
vale mais a poesia
quando rima com amor.
 

Volto para casa,
vou cantando assim.
Levo o teu carinho,
uma fulô de jasmim.
 
 
(do livro "FESTARIA", editora Alcance, Porto Alegre, 2012)