30 março 2013

PONTEADO

 

PONTEADO
 

Beijo a noite, beijo o dia,
também beija o beija-flor.
Quantos beijos tem a vida,
quantas vidas tem amor?
 

Alegria faz ninho
em meu peito cantador,
vale mais a poesia
quando rima com amor.
 

Volto para casa,
vou cantando assim.
Levo o teu carinho,
uma fulô de jasmim.
 
 
(do livro "FESTARIA", editora Alcance, Porto Alegre, 2012)


01 março 2013

Poema de aniversário





FESTARIA (Chegança)



FESTARIA
(releitura de cantoria de bumba-meu-boi)

Chega, brincadeiro,
chega mais ligeiro,
venha bem faceiro
brincar no terreiro.
 
Cheguei, sou eu,
vim aqui para brincar.
canto o sol, a lua, as estrelas,
canto a força das ondas do mar.
 
Sou brincadeiro
cantando meu viver,
o que faço, eu escrevo,
o escrito, eu sei fazer.
 
Quem tiver seu boi
que prenda no mourão,
o verso qu’eu canto
sai do coração.

Marca páginas